Nutricionista explica sobre reeducação alimentar e mitos da vida saudável

326 visualizações | Entrevistas
Publicado em 21.06.2016

Em entrevista, a nutricionista Bruna Araújo dá dicas de refeições saudáveis, além de ensinar os primeiros passos para começar a se alimentar bem

Gastrite, obesidade, colesterol alto e hipertensão são apenas algumas das doenças causadas pela má alimentação. Algo considerado comum diante da realidade em que a maioria das pessoas vive hoje em dia, onde o tempo deixou de ser aliado para se tornar inimigo número um. A correria do dia a dia, prazos cada vez mais apertados e fácil disponibilidade de refeições rápidas e sem nenhum valor nutritivo contribuem para o avanço do hábito de se alimentar mal.

 

A nutricionista Bruna Araújo explica sobre a necessidade da conscientização e reeducação alimentar para pessoas de todas as idades, com o objetivo que vai além de manter-se em forma. Confira entrevista completa com dicas de refeições saudáveis e os primeiros passos para aprender a comer bem.

 

Bel: Em sua opinião, o que leva as pessoas a comerem tantos alimentos gordurosos e industrializados?
Bruna: Hoje, a falta de tempo faz as pessoas se alimentarem de forma equivocada. A praticidade acaba sendo mais valorizada, com isso, as alimentações rápidas são as mais escolhidas e também por serem transportadas com facilidade, como o fast food, por exemplo.

 

Bel: É verdade que esses tipos de alimentos causam vício? Por quê?
Bruna: Na verdade, causa sim. Nosso organismo é sensível a estímulos e não devemos sensibilizar o paladar ao sabor doce, por exemplo, por que se oferecer alimentos muito doces há liberação de insulina. E logo após, uma queda repentina da glicemia, que faz a pessoa sentir fome novamente. Esses picos de insulina em longo prazo favorecem o ganho de peso e acabam originando outras doenças. O ideal é conseguirmos sentir o sabor real do alimento, dando preferência aos naturais.

 

Bel: Qual a diferença de reeducação alimentar e dieta?
Bruna: Na reeducação alimentar há um processo de transição, aprendizagem e conscientização de mudanças de hábitos, necessários para uma promoção, proteção ou recuperação da saúde. Na dieta, há uma prescrição de alimentos saudáveis, geralmente para alguma finalidade, com restrições e fim determinado.

 

Bel: Qual o primeiro passo para uma pessoa começar a reeducação alimentar?
Bruna: Para iniciar é necessário trocar os alimentos industrializados pelos naturais, tornar a alimentação o mais natural possível.

 

 

Bel: Quais os principais alimentos podem ser substituídos no dia a dia, por opções mais saudáveis?
Bruna: Caldos e temperos prontos podem ser substituídos pelos temperos naturais; salgadinho de batata por batata chips de batata doce; sucos industrializados por suco da fruta, e de preferência sem coar, pois quando se côa, retira grande parte da fibra.

 

Bel: O que não pode faltar na nossa alimentação diária? Por quê?
Bruna: Não pode faltar a combinação arroz, feijão, proteína e salada crua ou cozida. Arroz e feijão, geralmente, são predominantes na mesa dos brasileiros e além de ser uma combinação perfeita, oferece diversos nutrientes. No arroz está presente o aminoácido metionina e no feijão a lisina, além de ser rico em vitaminas do complexo B, cálcio e ferro. O ideal é consumir de 2 a 3 colheres de sopa de arroz e 1 ½ concha de feijão, já é suficiente para suprir suas necessidades diárias, não sendo necessário o consumo no jantar. A proteína tem função enzimática, hormonal, armazenamento de nutrientes, contração muscular e a salada deve ser colorida, pois fornecerá diversas vitaminas e minerais.

 

Bel: Hambúrguer, batata frita, pizza, bacon e coxinha. Esses alimentos precisam realmente ser extintos da nossa alimentação ou podem ser ingeridos de vez em quando?
Bruna: Esses alimentos não precisam ser extintos, consumir uma vez por mês não trará malefícios, porém a quem prefira consumir esses alimentos de forma mais saudável e é o mais recomendado.

 

Bel: Já sabemos que não adianta ter uma alimentação saudável sem fazer nenhuma atividade física. Então, qual tipo de atividade você recomenda para quem vive no sedentarismo e deseja ter uma vida com mais saúde?
Bruna: No geral, quem não tem restrição nenhuma pode iniciar com uma caminhada leve, pelo menos três vezes na semana e com duração de 30 minutos. Porém procure um educador físico, ele é o profissional mais capacitado para identificar o melhor exercício, a duração e como deve ser feito.

 

 

Bel: Você acredita que a maioria das pessoas está começando a se conscientizar quanto à importância de comer de forma mais saudável, por conta das blogueiras fitness? Por quê?
Bruna: Hoje as pessoas estão sim dando mais importância à combinação de atividade física com alimentação saudável, com o objetivo de ter uma melhor qualidade de vida. E as blogueiras dão um incentivo maior, porém procure profissionais capacitados para ajudar, como nutricionista e educador físico, uma combinação perfeita para uma vida de qualidade.

 

Para finalizar confira algumas sugestões de refeições saudáveis dadas pela nutricionista para cada período do dia:

 

Café da manhã – Sanduíche natural (2 fatias de pão integral + 2 fatias de queijo cottage + 3 colheres de sopa de carne moída + alface + tomate + fio de azeite de oliva) + 1 fatia de abacaxi

 

Lanche da manhã – 1 laranja + 2 unidades de castanha do Pará

 

Almoço – Salada como entrada (2 colheres de sopa de beterraba + 3 brócolis + 2 rodelas de tomate + 1 folha de couve + fio de azeite de oliva) + 3 colheres de sopa de arroz integral com cenoura + 1 ½ concha de feijão preto + 1 filé de carne magra (Lagarto, Filé Mignon, Coxão duro, Coxão mole, Patinho, Maminha, Músculo ou Alcatra) + 1 maça como sobremesa

 

Lanche da tarde – 2 rodelas de batata doce + 2 ovos cozidos (1 com gema)

 

Jantar – 1 filé grande de carne magra desfiada (Lagarto, Filé Mignon, Coxão duro, Coxão mole, Patinho, Maminha, Músculo ou Alcatra) + 2 pedaços de aipim

 

Ceia – 2 colheres de sopa de aveia em flocos + 1 banana da prata

 

Gostou da entrevista? Bruna Araújo é uma jovem nutricionista baiana que atende seus clientes à domicílio de forma especializada. 

Entrevista com o “criativo transgressor” da Euzaria

O publicitário Zé Pimenta conta como surgiu a ideia para criar o movimento e os próximos passos da empresa

Ficção científica discute identidade de gênero sem perder autenticidade

O seriado Sense8 conquistou 69% de aprovação do público e já teve a segunda temporada confirmada

The Vampire Diaries e seu fim surpreendente

Uma análise das oito temporadas do seriado e seu encerramento emocionante

Brasileiros buscam vida melhor fora do país

Segundo a Receita Federal, saídas definitivas do Brasil cresceram 67%

Consequências e soluções para um relacionamento abusivo

Entenda como uma identificar uma relação doentia e de que forma ela pode afetar a vida das pessoas