Publicidade atrai jovens que querem trabalhar com espontaneidade

409 visualizações | Reportagens
Publicado em 13.05.2016

O curso pode não está no ranking dos mais desejados, mas chama atenção pelas diversas áreas de atuação e por não se enquadrar em padrões

Hipercriatividade, curiosidade, senso crítico, dinamismo, espírito competitivo, aptidão artística e capacidade de negociação. São essas as principais características de um profissional formado em Publicidade e Propaganda. Mesmo não estando no ranking dos cursos de graduação mais procurados no Brasil, como Direito, Medicina e Administração, a profissão faz brilhar os olhos daqueles que querem fugir do óbvio e ser ele mesmo, sem se enquadrar em padrões, atributos típicos da Geração Y.

 

É exatamente assim que a publicitária Gabriela Vieira, de 22 anos, descreve sua motivação ao escolher a profissão. “Comunicação sempre foi meu forte, gosto de saber que posso arriscar, sugerir, pensar fora da caixa, ser eu mesma e outras mil”, afirma a publicitária.

 

A profissão, regulamentada pela Lei nº 4.680/1965, de 18 de junho de 1965, tem a finalidade de melhorar o relacionamento entre uma empresa, que pode ser representada por instituição, marca ou produto, e o seu público imediato.

 

A graduação pode durar de três anos e meio a quatro anos, ou de sete a oito períodos semestrais, e as principais disciplinas cursadas são fotografia, redação publicitária, computação gráfica, administração e economia. Mas, a profissão chama atenção pelas diversas áreas de atuação. Na esfera estratégica, que trabalha para elaborar cada detalhe de uma campanha, existem as aéreas de planejamento, atendimento, pesquisa, branding (gestão de marcas), marketing e mídia. Já na parte tática e criativa, onde são colocados em prática todos os esforços traçados anteriormente, estão às áreas de criação, redação, fotografia, produção e social media.

 

A soteropolitana Gabriela escolheu o marketing e diz que não foi a toa. “Todas as disciplinas que envolviam a área me fascinavam. Sou estratégica, gosto de planejar, de pensar, idealizar e tirar do papel, e está aí uma coisa que essa área me propicia”, comenta.

 

Já a estudante Cláudia Damasceno, que cursa o sétimo semestre de Publicidade e Propaganda, na Universidade Salvador (Unifacs), conta que a sua paixão é o planejamento. “O curso é fantástico, completamente prático, e nos permite trabalhar não somente no ramo de agências publicitárias, mas em todos os ramos que escolhermos, pois a comunicação sempre será necessária”, explana a futura publicitária.

 

Mercado de trabalho e remuneração

 

 

Ainda na universidade, o estudante pode procurar estágio em agências, consultorias, estúdios, produtoras, institutos de pesquisa e empresas anunciantes. Nessas primeiras experiências profissionais, eles podem atuar na organização e elaboração de informativos, produção de conteúdo para mídias sociais, auxílio no atendimento a clientes, suporte a produção de relatórios de audiência, apoio ao contato comercial com clientes e auxílio na execução de projetos (anúncios, identidade visual, campanhas publicitárias).

 

Gabriela explica que não teve dificuldade em conseguir uma oportunidade e sua primeira experiência foi, curiosamente, em um jornal impresso. “Comecei a estagiar no primeiro semestre, no Jornal A Tarde, e nunca fiquei parada. Levo um pensamento comigo, que a publicidade é uma peneira que só se abre aos destemidos”, ressalta a profissional, e ainda afirma que persistiu sem receio no mercado de trabalho. “Sempre “meti as caras”, busquei, conversei, li muito, quis aprender na prática e acho que foi isso que sempre me beneficiou quando o assunto foi conseguir estágios”, completa.

 

Como profissional formado e com diploma, o publicitário tem a chance de pleitear boas vagas em diversos tipos de empresas, seja pública ou privada, e agências publicitárias. Além de trabalhos por conta própria e a oportunidade de empreender, criando o seu próprio negócio criativo.

 

E como todo inicio de carreira, os profissionais recém-formados podem começar prestando assistência às atividades básicas, como assistente de gerência ou redator júnior. Quanto ao salário, a base varia de R$ 1.200 mil a R$ 1.500 mil e pode chegar até a R$ 15 mil. Esse valor vai de acordo com os resultados alcançados em projetos.

 

Futuro promissor

 

 

Após a conclusão do curso chega a hora de enfrentar o mercado de trabalho, que se torna cada vez mais promissor. Com o avanço das redes sociais, as empresas precisam adaptar suas estratégias de marketing e comunicação com os clientes, e é aí que o publicitário entra em ação, junto com outros profissionais da área de comunicação. Por conta disso, o mercado está aberto para o desenvolvimento de atividades voltadas para social media.

 

Atuando como assistente de marketing do jornal baiano, Correio*, Gabriela detalha suas atividades no atual emprego. “Dentre minhas principais funções estão planejamento e gerenciamento de projetos; elaboração e gerenciamento de campanhas institucionais e de comunicação; produção, execução e acompanhamento de eventos; e ações promocionais”.

 

De acordo com pesquisa realizada pela empresa de consultoria de gestão e tecnologia, Accenture, cerca de 17% dos jovens formados na área desejam chegar ao cargo de diretor de marketing.

 

Os profissionais também podem ter grandes chances de trabalho nos períodos eleitorais, onde os políticos precisam montar uma equipe voltada para comunicação, e o publicitário é fundamental na criação de peças e posicionamento estratégico do partido ou candidato.

 

Porém, segundo informações do site Guia do Estudante, os profissionais formados em Publicidade e Propaganda têm mais chances de emprego nas regiões Sul e Sudeste.

 

O caminho de volta para o Éden

Só por meio do amor é possível conhecer a verdadeira vida, plenitude e harmonia

Conselhos preciosos

Muitas vezes ignorados, mas se forem observados com humildades podem trazer grandes benefícios

Organização financeira é a chave para conquistar sonhos e objetivos de vida

Contadora dá dicas de como planejar as finanças e caso de sucesso inspira garotas que querem atingir suas metas

Entrevista com o “criativo transgressor” da Euzaria

O publicitário Zé Pimenta conta como surgiu a ideia para criar o movimento e os próximos passos da empresa

Os hipócritas desta geração

Aqueles que falam e não praticam permanecem até os dias de hoje